X

Fale Conosco:

Aguarde, enviando contato!
X

Horóscopo Virtual:

X

Resultados das Loterias:

RSC Portal - IMPRESSO CATARINENSE

RSC Portal - JORNAL IMPRESSO CATARINENSE

Presidente da Alesc é alvo de mandato de busca e apreensão

Operação Alcatraz investiga fraudes e desvio de recursos há dois anos

Por RSC Portal 2 dia em Notícias

Presidente da Alesc é alvo de mandato de busca e apreensão
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp

Na manhã dessa quinta-feira, 30, policiais federais e auditores da Receita Federal cumprem 41 mandados do busca e apreensão em imóveis na Grande Florianópolis. Um dos mandados foi na casa do presidente da Assembleia Legislativa (Alesc), Julio Garcia. Esses imóveis,  alvos da operação, estão ligados a dois grupos empresariais que atuam na prestação de serviços a órgãos públicos, que de acordo com as investigações, adquirem "notas frias" de empresas inexistentes - conhecidas como "noteiras", para dissimular o pagamento de propina a agentes públicos.

A identidade de outros investigados não foi divulgada pela PF, mas entre os alvos estão empresários responsáveis por prestação de serviço de mão de obra terceirizada e do ramo de tecnologia, advogados e servidores públicos. A assessoria de imprensa do deputado estadual Julio Garcia preferiu não comentar o assunto antes de tomar conhecimento da investigação.

Segundo o delegado Igor Irigon Gervini, durante os quase dois anos de apuração, entre fevereiro de 2017 e outubro de 2018, foi identificada fraude em mais de 15 contratos no âmbito da Secretaria da Administração do Estado de Santa Catarina (SEA/SC) e, também, em quatro contratos com a Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina (EPAGRI/SC).

De acordo com a Receita Federal, ao final da fiscalização foram identificados R$100 milhões em créditos tributários em nome dos diversos contribuintes que participavam do esquema de pagamento de propinas. Também foram identificadas, durante a investigação, empresas usadas para lavagem de dinheiro, que atuariam para "esquentar" valores desviados adquirindo patrimônio, quase sempre em nome de "laranjas".

As informações e documentos apreendidos durante a operação Alcatraz desta quinta-feira (30) servirão de base para a abertura de novos procedimentos.

 Foto: Lucas Cervenka

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp

Olá, deixe seu comentário para Presidente da Alesc é alvo de mandato de busca e apreensão

Enviando Comentário Fechar :/