X

Fale Conosco:

Aguarde, enviando contato!
X

Horóscopo Virtual:

X

Resultados das Loterias:

X

ESTAMOS AO VIVO!

Libere o áudio no canto inferior direito!

RSC Portal - IMPRESSO CATARINENSE

RSC Portal - JORNAL IMPRESSO CATARINENSE

Associação “Raio de Luz” acolhendo mulheres há 25 anos

O Althoff Supermercados cedeu uma das salas anexas ao mercado, para que a associação pudesse vender bolsas de tecido.

Por RSC Portal dia em Notícias

Associação “Raio de Luz” acolhendo mulheres há 25 anos
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp

Maria Luiza Inácio

A Associação “Raio de Luz”, localizada na comunidade do Araçá, acolhe e reúne cerca de 40 mulheres, nas segundas e terças-feiras, no período da tarde, para a produção de costura, artesanato, tear, pintura, croché, tricô, patchwork.

O projeto acontece há cerca de 25 anos, comandado por  Edite Pacheco Alves de Medeiros, e tem como principal objetivo “costurar e pintar o coração” de cada participante, não julgando, mas ajudando a cada mulher da associação.

Todo material produzido na associação que é vendido, tem o valor dividido entre as despesas da sede e àquelas que produziram as peças. Sendo assim, cada participante tem a chance de conseguir uma renda extra.

Parceria com o Althoff

No início desta semana, foi firmada mais uma parceira da Associação Raio de Luz, e desta vez foi com o Althoff Supermercados, que cedeu uma das salas anexas ao mercado, para que a associação pudesse vender bolsas, com o objetivo de conscientizar a população da troca das bolsas plásticas pelas de tecido, além da venda de outros artesanatos produzidos por elas.

Para Jucinei Torquato Rosa, gerente do Althoff, a parceria é importante para a empresa, mas principalmente para a comunidade, na qual eles têm o intuito de apoiar e ajudar a população de Imbituba.

Segundo Fátima, uma voluntária do projeto, o horário de funcionamento da loja será das 14 às 18 horas, para as mulheres que trabalharão no local se adaptarem, e depois, possivelmente, se estenderá até às 20 horas.

Como tudo começou

Dona Edite conta que o projeto social se iniciou em 1993, quando ela era diretora junto com Claudete Ramos, da Escola Joaquim Ramos. E foi ali no colégio que ela conheceu a necessidade da comunidade em questões sociais, devido ao comportamento das crianças moradoras da comunidade do Araçá, que iam para a escola com muita fome, sem muitas vezes ter se alimentado em casa.

“E foi a partir dai que eu fui à comunidade, e conheci realmente o problema social e econômico que havia, na época o local era uma zona de prostituição, na qual as mães tinham que se prostituir a noite para comprar alimento para seus filhos no dia seguinte”, acrescenta Edite.

Após tomar conhecimento da situação, ela foi à busca de ajuda de empresas do município, para preparar refeições para as crianças na escola, que tinham a liberdade de levar o alimento para suas casas.

Porém, ela se aposentou e se desligou do ambiente escolar, mas não deixou que isso a fizesse parar de ajudar a comunidade, que era tão necessitada, sendo assim,  reunia as crianças e mulheres em baixo das árvores e em garagens para distribuir alimento e apoio por meio de conversas.

Parcerias foram firmadas com instituições de ensino, com o intuito de profissionalizar as pessoas que participavam dos encontros, para que todas estivessem na escola. “Hoje, 70% da comunidade está empregada no ambiente de trabalho”, afirma.

Em 2003, com a ajuda da prefeitura de Imbituba, as reuniões passaram a ser em uma antiga creche, que estava localizada no mesmo local da sede da associação atualmente. Após alguns anos, a estrutura da creche foi comprometida, e com ajuda de seu irmão, Jaime Pacheco Alves, e outros empresários, foi construída a sede que está de pé até hoje reunindo e acolhendo mulheres.

Raio de Luz

O nome da associação surgiu em um dos encontros, em uma tarde ensolarada, em frente ao mar, e uma das participantes falou para Edite que ela era um “raio de luz” na vida delas. “O nome raio de luz é a luz que elas encontraram neste lugar”, conta Edite.

 

 

 

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp

Olá, deixe seu comentário para Associação “Raio de Luz” acolhendo mulheres há 25 anos

Enviando Comentário Fechar :/