X

Fale Conosco:

Aguarde, enviando contato!
X

Horóscopo Virtual:

X

Resultados das Loterias:

X

ESTAMOS AO VIVO!

Libere o áudio no canto inferior direito!

RSC Portal - IMPRESSO CATARINENSE

RSC Portal - JORNAL IMPRESSO CATARINENSE

Adoção: amor que supera os laços físicos

Conheça a história da família de Andreza e Adailton adotaram os gêmeos João Gabriel e João Rafael.

Por RSC Portal 2 dia em Notícias

Adoção: amor que supera os laços físicos
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp

Ana Vargas

O dicionário nos dá uma definição clara e quase que definitiva da palavra “mãe”: mulher ou qualquer fêmea que dá à luz um ou mais filhos, segundo o dicionário Aurélio. Porém, essa definição exata já não cabe mais nos dias de hoje. Para definir o que é mãe basta envolver amor e dedicação. Andreza de Oliveira Manoel moradora do Mirim e seu esposo Adailton Manoel são pais adotivos de João Gabriel e João Rafael, 13 anos. A história dessa família começou há muitos anos quando o casal decidiu se casar.

A formação da família

 

Logo depois de se casarem Andreza e Adailton começam as tentativas de aumentar a família, o sonho dela sempre foi de ser mãe. Foi então que o Andreza engravidou, mas logo em seguida perdeu o primeiro bebê, com o passar dos anos Andreza perdeu mais três e foi quando seu sonho começou a desmoronar. “Eu sempre tive esse sonho de ser mãe, para mim, assim como para qualquer outra mulher, foi um choque não conseguir segurar meus filhos dentro de mim. Eu e meu marido, podemos dizer que não somos compatíveis para termos filhos biológicos. Durante esses quatro anos que tentamos ter um filho nos conversamos muito sobre a possibilidade da adoção, alias nossa ideia inicial sempre foi, ter um filho biológico e um adotivo. Quando perdi o último bebê com cinco meses de gestação decidimos não tentar mais. Fomos para a fila de adoção”, conta Andreza.

Foi então que Andreza também decidiu não ficar parada esperando, foi a procura de grávidas que estavam querendo doar seus filhos, foi quando sua sogra conheceu a mãe biológica dos filhos de Andreza.

Quando Andreza foi conhecer a mulher que iria dar à luz aos dois filhos dela, descobriu que a moça de apenas 21 anos já estava de sete meses de gravidez. Foi então que ela questionou os motivos que levaram a mãe biológica a dar o bebê, ela não tinha condições financeiras, estava sozinha, respondia um processo por tráfico de drogas, sua mãe estava presa e o pai também tinha problemas com drogas.

“Perguntei se ela topava então ir no médico iniciar um pré-natal e logo na primeira consulta descobrimos que ela estava gravida de gêmeos, no primeiro momento foi um choque, e questionei se mesmo assim ela iria querer doar as crianças. A resposta continuou sendo positiva, descobrimos então que viria ao mundo um menino, mas não conseguimos identificar o sexo do outro bebê. Meus filhos nasceram de nove meses, sem nenhum problema, três dias após o nascimento foram para minha casa. Foi um momento dolorido para a mãe biológica, que chorando me entregou os dois meninos. Ela me disse que não poderia ficar com eles, que teria que pensar no futuro dos dois e não só no momento”, conta Andreza.

Os tramites de adoção foram todas legais, assim que as crianças nasceram o casal entrou com pedido de adoção dos meninos, em apenas três meses ganharam a guarda provisória, em sete já eram os novos pais de João Gabriel e João Rafael.

Andreza conta que durante o período de gestação da mãe biológica ela ficou muito apreensiva, o amor transbordava que ela chegou a ter vários sintomas de grávidas, engordou, teve leite e uma serie de outros sintomas. Quando seus filhos foram para casa Andreza lembra de revezar com o marido para ter sempre um deles acordado prontos para atender a necessidade dos bebês. “Nós tínhamos medo que algo pudesse acontecer, lutei muito para ser mãe, era meu maior sonho, sou grata a mãe biológica deles, sem ela eu jamais poderia realizar meu grande sonho. Ela visitou os filhos alguma vezes, eu nunca jamais escondi deles ou de quaisquer pessoas que eles são adotados, desde pequenos eu explico que eu sou a mãe do coração e que eles têm a mãe da barriga. Como nunca escondi deles nenhum dos fatos, eles cresceram bem tranquilos em relação a toda história. A mãe biológica deles faleceu quando eles tinham 3 anos e meio, eles ainda têm contato com o irmão mais velho e com a avó, visitam de vez quando o cemitério, o João Gabriel quis ir na casa da avó ano passado e ver uma foto da mãe, ele tinha curiosidade de saber um pouco mais da história dela. A mãe deles foi assassinada, dentro de uma boate, ela ainda era envolvida com drogas, o pai deles hoje está preso, mas esse eles nunca conheceram”, fala Andreza.

Com os olhos cheio de lágrimas Andreza fala do amor que ela o esposo tem pelos gêmeos, conta todos os detalhes de como a vida dos dois mudaram e de como é bom poder ser mães desses meninos surpreendentes.

Os filhos

João Gabriel é filho mais velho, introspectivo, tem cara de bravo, mas um amor de menino, adora som, é muito ligado aos gostos do pai, companheiro do irmão mais novo o defende com unhas e dentes.

João Rafael é um doce, sempre pronto para uma boa conversa, ainda gosta muito de brincar, tem uma ligação profunda com a mãe. Ele é risonho, adora ajudar os outros e brincar com seus dois cachorrinhos de estimação.

O casal explica que os dois tem um pequeno déficit de atenção, não podem estudar juntos, pois são se tornam muito bagunceiros e já tiveram problemas. Os dois são a idênticos e se tornaram muito parecidos com os pais adotivos. São crianças felizes, tem tudo que os pais podem dar. “Nós tentamos dar uma vida especial para eles, temos um amor infinito pelo dois, nossa vida é toda voltada para faze-los felizes”, argumenta Andreza.

Confira galeria de fotos do artigo: "Adoção: amor que supera os laços físicos"

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp

Olá, deixe seu comentário para Adoção: amor que supera os laços físicos

Já temos 1 comentário(s). DEIXE O SEU :)
Sandra Lemos

Sandra Lemos

Conheço essa historia pessoalmente é bem com Andresa falou e admiro a grande Mãe e Pai que sao
★★★★★DIA 11.05.18 20h40RESPONDER
N/A
Enviando Comentário Fechar :/
Enviando Comentário Fechar :/