X

Fale Conosco:

Aguarde, enviando contato!
X

Horóscopo Virtual:

X

Resultados das Loterias:

X

ESTAMOS AO VIVO!

Libere o áudio no canto inferior direito!

RSC Portal - IMPRESSO CATARINENSE

RSC Portal - JORNAL IMPRESSO CATARINENSE

A profissão que vai além de apagar incêndios

Robson Martins Fernandes é bombeiro há mais de 30 anos e tem muita história para contar.

Por RSC Portal dia em Notícias

A profissão que vai além de apagar incêndios
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp

Maria Luiza Inácio

Quem pensa que bombeiro só apaga incêndio, está enganado. Este profissional é responsável por salvar vidas, seja em terra ou na água, em casos de afogamento, ou até mesmo trazer novas vidas ao mundo. A rotina é puxada. Cada turno tem 24 horas, com folga de dois dias, há também exceções dos que trabalham em expedientes, mas que a qualquer momento podem ser chamados para o plantão.

A história do Segundo Sargento do Corpo de Bombeiros, Robson Martins Fernandes, de 49 anos, não é diferente, aos 19 anos decidiu que queria se tornar bombeiro, começou sendo guarda vidas nas praias de Imbituba, devido a influência de alguns amigos que já trabalhavam na área. Ele realizou um concurso no qual obteve êxito, e passou quatro anos servindo o grupo de busca e salvamento.

Após esses anos, trabalhou em Tubarão, onde aprendeu muito no dia a dia, devido ao alto número de ocorrências que eram realizadas. Tanto de incêndio, como de acidentes de trânsito, naquela época a BR 101 não era duplicada.

De acordo com Robson, há duas ocorrências que mais marcaram a sua vida, o salvamento de uma criança de 8 anos, no município de Jaguaruna. “Salvamos uma menina de 8 anos, na ponte da Barra do Camacho, ela estava desaparecida, eu a encontrei, e a levei para a margem, onde foi atendida por um médico, que constatou o óbito, mas não desistimos, fizemos a respiração boca a boca e massagem cardíaca, ela voltou a vida, foi hospitalizada, porém morreu no dia seguinte, ficamos muito frustrados, mas a vida de bombeiro continua”, lamenta.

E a outra foi um parto, em 2002, na cidade de Tubarão. “Somos acostumados a pegar ocorrências graves ou óbitos, porém em um certo dia, tivemos o prazer de fazer um parto e fazer nascer uma linda menina. Foi muito emocionante, pois foi um dos primeiros partos dentro de uma ambulância do Corpo de Bombeiros”, explica Robson.

O Segundo Sargento acredita que por sua dedicação ao próximo, e a importante que dá a sua profissão, seus dois filhos, seguiram o mesmo rumo, e são Bombeiros Comunitários.

Atualmente ele está trabalhando como Instrutor de combate a incêndio, em um curso realizado para todos os alunos soldados do Estado de Santa Catarina que foram aprovados no último concurso, durante 10 semanas. É realizado um curso por semana para 10 turmas de 34 novos bombeiros, no centro de treinamento em Laguna.

Robson começou como instrutor de guarda vidas, em 2002, onde está até os dias atuais. Segundo o bombeiro, ele já formou mais de 300 jovens para a função de guarda vidas. Em 2011, realizou o curso de instrutor de combate a incêndio, e em 2012, iniciou as instruções na academia de Bombeiro Militar, seguindo até hoje como instrutor desses jovens.

“Eu me sinto muito realizado por poder passar nossas experiências e as técnicas que eles têm que seguir para ter êxito em uma ocorrência, e o mais importante que é zelar pela segurança deles e das pessoas em sua volta. É isso que tentamos passar. E para nossa satisfação, notamos, ao acabar as instruções, aquele brilho no olhar de cada um, do orgulho de ser bombeiro e ajudar ao próximo”, finaliza sua história com emoção.

 

 

 

 

 

Confira galeria de fotos do artigo: "A profissão que vai além de apagar incêndios"

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp

Olá, deixe seu comentário para A profissão que vai além de apagar incêndios

Enviando Comentário Fechar :/