X

Fale Conosco:

Aguarde, enviando contato!
X

Horóscopo Virtual:

X

Resultados das Loterias:

Conteúdo em destaque:

Frutos de Goiás Imbituba
Barbearia Vip Imbituba
MC CELULARES
Z12 Sushi Imbituba
Tabacaria Cardoso
O Guaraná oficial de Imbituba
Carla Carvalho Studio Pilates e Suspensão
Clinica Odontológica Integrada
PAES E CUCAS
Mini Calzone Garopaba
Snet Telecom
Dedetizadora D.D. Sul

Tribunal alemão retoma restrições ao Facebook sobre coleta de dados

Ordem afirma que Facebook abusou de seu domínio de mercado para coletar informações sobre usuários sem o consentimento deles

Por Redação do RSC dia em Notícias

Tribunal alemão retoma restrições ao Facebook sobre coleta de dados
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp

Reuters - Karlsruhe

O Facebook deve cumprir uma ordem do órgão de controle antitruste da Alemanha e restringir a coleta de dados de usuários, decidiu um tribunal do país nesta terça-feira (23).

A ordem provisória do Tribunal Federal, que suspende uma decisão de um tribunal inferior, apoia a visão original do Bundeskartellamt, órgão regulador antitruste da Alemanha, de que o Facebook abusou de seu domínio de mercado para coletar informações sobre usuários sem o consentimento deles.

"Estou encantado com esta decisão", disse o presidente do órgão, Andreas Mundt. A decisão mostrou que "se os dados forem coletados e explorados ilegalmente, deve ser possível tomar medidas antitruste para evitar o abuso do poder de mercado".

Procurado, o Facebook não respondeu de imediato um pedido para comentar a decisão.

A Alemanha tem estado na vanguarda de uma reação global contra o Facebook, que enfrenta críticas crescentes de que está sendo usado para espalhar desinformação política.

O órgão antitruste do país se opôs a como o Facebook agrupa dados de pessoas de aplicativos de terceiros - incluindo os de sua propriedade WhatsApp e Instagram - e o rastreamentoonline de pessoas que não têm contas por meio dos botões "curtir" ou "compartilhar" no Facebook.

Em sua decisão, o Tribunal Federal disse que não se opôs às afirmações do órgão de que o Facebook abusa de seu domínio de mercado e que o uso de dados da empresa carece do consentimento adequado de seus usuários.

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp

Olá, deixe seu comentário para Tribunal alemão retoma restrições ao Facebook sobre coleta de dados

Enviando Comentário Fechar :/