X

Fale Conosco:

Aguarde, enviando contato!
X

Horóscopo Virtual:

X

Resultados das Loterias:

Conteúdo em destaque:

O Guaraná oficial de Imbituba
Seu pedido é uma ordem
Snet Telecom

São Paulo cria rede de testagens para Coronavírus e anuncia hospitais de campanha

Hospital das Clínicas também vai destinar 900 leitos de UTI para atender pacientes com Coronavírus

Por RSC Portal dia em Notícias

São Paulo cria rede de testagens para Coronavírus e anuncia hospitais de campanha
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
Foto-Reunters
No AR em 23/03/2020 - 18:00

Como a suspensão do pagamento vale até o dia 30 de julho, a estimativa é de que R$ 7,2 bilhões deixem de ir para os cofres federais para serem transferidos para a rede de saúde do estado. Também foi anunciada a criação de uma rede de testagens para o Coronavírus. Dezessete laboratórios ligados à USP, a Universidade de São Paulo, começam a fazer testes a partir de quarta-feira. A promessa é que a rede faça dois mil exames por dia.

O Hospital das Clínicas, o maior da América Latina, também vai destinar 900 leitos de UTI para atender pacientes com Coronavírus. Os primeiros 200 leitos vão estar disponíveis até sexta-feira e  a promessa é de que, até o dia 10 de abril, outros 700 leitos sejam entregues.

Outra decisão anunciada nessa segunda-feira foi a proibição de corte do fornecimento de gás encanado para as residências até o dia 31 de maio e a suspensão das multas para as empresas que não consumirem o mínimo previsto em contrato. Já as tarifas para o fornecimento de água vão ser suspensas para consumidores de baixa renda e moradores de favela. A prefeitura de São Paulo começou a montar dois hospitais de campanha que vão ocupar o estádio do Pacaembu e o parque do Anhembi. Esses hospitais vão abrigar dois mil leitos de baixa complexidade para atender pacientes com suspeita de infecção pelo coronavírus. Os investimentos são da ordem de R$ 35 milhões e vão ser administrados pelo hospital privado Albert Einstein.  A previsão é de que a estrutura fique pronta até sexta-feira.

O prefeito Bruno Covas também prometeu enviar para a Câmara de Vereadores um projeto de lei que prevê a desvinculação de todos os fundos da prefeitura para que os recursos possam ser destinados para fortalecer a rede de saúde. As votações na Câmara de Vereadores da cidade vão passar a ser feitas online para evitar a reunião dos parlamentares em plenário.

A tradicional coletiva com as autoridades paulistas foi marcada por uma ausência. Pela primeira vez o infectologista David Uip, coordenador do centro de contigenciamento do Coronavírus, não participou do encontro com jornalistas. O médico está com sintomas de Coronavírus e está em isolamento domiciliar. Ele fez o teste hoje e aguarda os resultados.

O estado de São Paulo registrou nessa segunda-feira 631 casos de Coronavírus. Foram registrados 22 obitos e 61 pacientes estão em UTIs. A partir de amanhã começa a quarentena em todo o estado. Todos os serviços não essenciais vão ser interrompidos. Bares e restaurantes ficam fechados. padarias podem abrir, mas sem fornecer alimentos preparados. Continuam funcionando serviços de saúde, empresas de limpeza e manunteção, supermercados, açougues e verdurões, postos de combustível, oficinas mecânicas,  construção civil e telemarketing. A recomendação em São Paulo agora é que as pessoas evitem sair às ruas até mesmo para fazer atividades físicas, como caminhadas e corridas. 


 

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp

Olá, deixe seu comentário para São Paulo cria rede de testagens para Coronavírus e anuncia hospitais de campanha

Enviando Comentário Fechar :/