X

Fale Conosco:

Aguarde, enviando contato!
X

Horóscopo Virtual:

X

Resultados das Loterias:

Conteúdo em destaque:

Carla Carvalho Studio Pilates e Suspensão
Clinica Odontológica Integrada
PAES E CUCAS
Mini Calzone Garopaba
Barbearia Vip Imbituba
Frutos de Goiás Imbituba
O Guaraná oficial de Imbituba
Tabacaria Cardoso
Z12 Sushi Imbituba
Snet Telecom
Zinata
Dedetizadora D.D. Sul

Professores da Corrêa Saad e Annes Gualberto falam do Ensino em meio à pandemia

Escolas de Garopaba e Imbituba, respectivamente, aderiram ao regime especial não-presencial

Por RSC Portal dia em Notícias

Professores da Corrêa Saad e Annes Gualberto falam do Ensino em meio à pandemia
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp

Alex Bondan

O jornal Impresso Catarinense entrou em contato com professores da Rede Estadual de Educação para entender como o ensino tem funcionado nesse período de isolamento. Sobre o Ensino Fundamental, a Professora Fernanda, da E.E.B. Maria Corrêa Saad, de Garopaba, disse que os professores abraçaram a causa e estão dando o seu melhor para evitar prejuízos na aprendizagem. Quanto ao Ensino Médio, o Professor Renan, da E.E.B. Anees Gualberto, de Imbituba, afirmou que está boa a adesão de pais e alunos ao novo sistema emergencial.

Em razão da pandemia da COVID 19, o calendário escolar de 2020 da Rede Estadual de Santa Catarina sofreu alterações. A Secretaria de Educação (SED) providenciou uma plataforma para as aulas não presenciais nesse período de isolamento social. “Desde dia 2 de abril os professores e toda equipe administrativa da E.E.B. Maria Corrêa Saad estão incansavelmente realizando formações diariamente ao vivo pela web disponibilizada pela SED para aprenderem a usar a ferramenta Google Classroom”, relatou a professora Fernanda.

O reinício do calendário escolar foi no dia 6 de abril. Alguns professores da Saad iniciaram uma interação com seus alunos para entender como realizar atividades na plataforma digital. “A partir do dia 13, todos os professores passaram a disponibilizar atividades para os alunos. Seguindo um cronograma de no máximo 3 componentes por dia, pois sabemos das dificuldades das famílias”, explica a professora.

Essa plataforma pode ser utilizada pelo celular, computador e tablet com internet. Os alunos que não têm acesso a internet e não possuem celular, a escola está disponibilizando atividades impressas todas as quartas-feiras das 14h às 15h desde o dia 15/04. “Está sendo uma revolução, bem como uma oportunidade para os professores e alunos. A plataforma Google for Education será futuramente um complemento na metodologia de ensino, aonde os alunos perceberão que a Internet é uma fonte inesgotável de recursos para a educação”, projetou.

A professora finalizou ponderando que as dificuldades são inúmeras. “Mas os professores da Saad abraçaram a causa e estão dando o seu melhor. A equipe da Saad está esclarecendo, informando e ajudando todos que tem dificuldades com essa nova plataforma. A Saad também conta com um grupo de whatsapp dos pais/responsável aonde a direção repassa  todas as informações da escola”.

Na E.E.B. Annes Gualberto, essa adaptação emergencial devido à pandemia tem acontecido de maneira bem coordenada. “A SED chama de regime especial não-presencial. Nós temos usados duas formas. Google Sala de Aula e materiais impressos. No Google Sala de Aula eles recebem atividades semanais de todos os professores, podem tirar dúvidas e enviar seus materiais. Os alunos que não têm acesso à internet vão à escola toda quarta-feira, à tarde, para buscar um material adaptado ao caso deles. Temos até um caso que o material está sendo entregue na casa do aluno, pois não há a possibilidade de ele ir à escola pegar”, relatou o professor Renan.

São cerca de 600 alunos dos três períodos do Ensino Médio. No geral, os alunos têm entre 14 e 18 anos. “Temos 4 modalidades: Ensino Médio Regular Matutino, Ensino Médio Noturno, Ensino Médio Integrado à Educação Profissional (Administração e Informática) e Novo Ensino Médio”, contextualizou.

Quanto à adesão de pais e alunos, Renan afirma que estão em período de adaptação. “Tentando nos adequar e a compreender toda a ferramenta. No geral, a adesão é bem alta, somadas as duas formas”, complementou. O professor disse que existem críticas a esse formato. “Não é nosso intuito fazer a mesma aula do presencial pela internet. Porém acreditamos que, no contexto atual, é excelente que temos essa possibilidade de mantermos uma rotina de estudos significativa para nossos alunos, diminuindo o tamanho do prejuízo”, ponderou.

 

 

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp

Olá, deixe seu comentário para Professores da Corrêa Saad e Annes Gualberto falam do Ensino em meio à pandemia

Enviando Comentário Fechar :/