X

Fale Conosco:

Aguarde, enviando contato!
X

Horóscopo Virtual:

X

Resultados das Loterias:

Conteúdo em destaque:

Semana Nacional da Baleia Franca
Promoção Passeio Turístico ao Santuário Santa Paulina
EAD Cruzeiro do Sul
Open Food Churrasco Premium
Snet Telecom
Pães e Cucas em Garopaba
King Barbearia
Raancon Construtora

Presidente da Câmara pede união dos vereadores

Em coletiva, presidente da Câmara de Imbituba comunica fim da polêmica envolvendo a eleição da Mesa Diretora e pede união política “por Imbituba”

Por RSC Portal 2 dia em Notícias

Presidente da Câmara pede união dos vereadores
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp

 

O presidente da Câmara de Vereadores de Imbituba, Roberto Luiz Rodrigues (PSD), convidou profissionais de imprensa do município para um encontro nas dependências do Legislativo, realizado na tarde desta quinta-feira, 22.

O motivo do convite foi comunicar a decisão exarada no último dia 9 de agosto, pelo juiz Welton Rubenich, da 2ª Vara de Imbituba, que considerou legal o processo eleitoral realizado no final de 2018 e que conduziu o vereador do PSD à presidência da Casa. O magistrado negou o mandado de segurança impetrado, através de seus advogados, pelos vereadores Anderson Teixeira, companheiro de legenda, Antônio Clésio Costa (PP), Elísio Sgrott (PP), Fernando Ancelmo (PSDB), Luís Dutra (PSDB), Michela Freitas (PSDB) e Thiago Machado (MDB). 

A polêmica envolvendo a eleição passa por pré-acordo que conduziria Roberto Rodrigues à presidência, desfeito momentos antes da Sessão que elegeria o presidente. Durante a última Sessão Plenária de 2018, alguns vereadores chegaram atrasados, após a Ordem do Dia ter sido iniciada, e de acordo com o Regimento Interno, foram impedidos de votar.

O fato em si provocou um início de tumulto e desdobramentos jurídicos que se arrastaram durante todo o primeiro semestre de 2019, inclusive com a expedição de uma liminar, concedida pelo próprio juiz Welton Rubenich, que impedia a posse do vereador Robertinho.

O imbróglio foi parar no Tribunal de Justiça, que derrubou a liminar, o vereador tomou posse e desde então o processo judicial teve seus desdobramentos.

Ainda que considerando o assunto como “águas passadas”, declarou na entrevista, Robertinho achou justo e necessário esclarecer o assunto, uma vez que a reversão da decisão, mesmo que ainda caibam recursos em tribunal superior, se torna, pela falta de tempo hábil, totalmente sem efeito.

“Se contarmos os meses que restam até o recesso, uma apelação à Brasília se tornaria inócua, uma vez que o mandato da Mesa Diretora é de um ano e restam poucos meses para que ele acabe. Dificilmente a decisão sairia antes deste prazo e, quero deixar registrado, que esse assunto já não tem o menor sentido. Temos coisas mais importantes a fazer”, declara o vereador, iniciando a coletiva.

MESES CONTURBADOS

Apesar do assunto “eleição no Legislativo” estar praticamente definido, o vereador reconheceu que o primeiro semestre foi extremamente desgastante por conta do que aconteceu e provocou um clima de animosidade entre os edis, inclusive dentro de seu próprio partido, o PSD, uma vez que o vereador Arderson Teixeira, participou do processo “do lado de lá”.

SESSÃO SOLENE

Sobre a Sessão Solene de aniversário de Imbituba, ele disse foi extremamente intenso, um “divisor de águas” tanto pessoalmente, como político, como gestor à frente do Legislativo:

“Foi um momento marcante e acho que jamais esquecerei tanto da solenidade como dos preparativos. Foi sem dúvida o momento de maior tensão da minha vida pública. Tensão positiva e uma tensão negativa muito forte por conta da fatalidade que vitimou aquela menina com meningite. Todos acompanharam os desdobramentos daquela semana inesquecível.

No entanto, Robertinho disse que passado o aniversário o “clima ruim” foi se dissipando e o tema central dos encontros parlamentares dando lugar às Ordens do Dia e a assuntos realmente relevantes ao município.

“Tivemos um semestre bem intenso, mas nem por isso improdutivo; tive, durante esses meses, em mente de que devíamos dar o exemplo, colocar a Casa em ordem e nesse sentido me senti confortável, por conta da minha experiência administrativa de vida e das empresas que tive e administrei. Utilizar os recursos com inteligência, cumprir as exigências estabelecidas em lei, cuidar da segurança e bem-estar da empresa e de seus colaboradores é função do administrador e conseguimos realizar isso, estamos realizando”, relata Robertinho durante a primeira parte da coletiva.

Nos momentos seguintes o vereador elencou as medidas tomadas, entre elas, a redução no número de cargos comissionados para atender à proporcionalidade (comissionados/efetivos), segundo determinação do Ministério Público.   Outra medida tomada foi com relação à austeridade na concessão de diárias e cursos, “sempre dentro das necessidades da Casa”.

“Recebemos notificações do MP quase que semanalmente sobre a concessão de diárias e cursos a parlamentares e assessores. Nesta gestão, estamos utilizando esses recursos de forma inteligente. São necessárias a formação e a atualização profissional, mas não sem critério”, pontua Robertinho.

Durante o período destacado pelo presidente como turbulento, ainda se destaca a instalação de câmeras na área interna e no entorno do prédio da Câmara de Vereadores, em pontos estratégicos, e a concessão de auxílio alimentação para os servidores comissionados, corrigindo um equívoco que se configurava desde 2014 e que discriminava servidores em cargo de comissão e efetivos.

Robertinho frisou também mudanças que estão em fase de implantação e outras já reservadas ao segundo semestre do ano.

“Instalamos o Ponto Eletrônico Digital para o controle de frequência dos servidores, que está já em fase de implantação, mais uma adequação que se fazia necessária e seguindo orientação tanto do Tribunal de Contas como do MP. Com eles, o controle de frequência e banco de horas se torna automático, auxiliando ainda o trabalho do RH”, informa.

DE OLHO NO FUTURO

Passado o primeiro semestre, a expectativa, disse o vereador, é de que o trabalho flua ainda mais. Entre os projetos que afirma, já estão sendo executados, estão a informatização do Sistema de Votação em Plenário e a informatização também do processo legislativo.

“Neste sistema, a grande economia, além da modernização propriamente dita, é a economia de papel. Os assessores protocolizam diretamente via sistema sem a necessidade do documento físico. Indicações, projetos, etc., serão diretamente protocolizados via notebook da assessoria e do computador do gabinete. A própria assinatura do vereador será eletrônica”, destaca Robertinho.

“Quando o novo sistema estiver instalado, a votação em plenário será feita via notebooks instalados na bancada de cada vereador, que poderá também acessar toda a documentação apresentada na Ordem do Dia e inclusive de processos que tramitam nas comissões da Casa”, finaliza o presidente do Legislativo de Imbituba.

Após a explanação, Robertinho Rodrigues foi sabatinado pelos jornalistas presentes, sendo que a maioria dos questionamentos, voltados para as ambições políticas do vereador, que foi taxativo:

“Quero muito fazer parte de um projeto político que pense no bem de Imbituba, no progresso do município e estou preparado para a mudança; se realmente sentir que a ‘briga’ no palanque for por uma Imbituba melhor, caso contrário, já está na hora de me dedicar aos meus netos, à minha família”, ponderou o vereador, ao ser perguntado se era pré-candidato à Prefeitura de Imbituba.

Sobre o assunto, o vereador tem defendido em suas entrevistas que o momento de tratar seus pares como adversários devem fazer parte apenas do período eleitoral, onde se apresentam as propostas, enquanto candidato. Após as eleições, o objetivo deve ser o bem de todos e a união entre Legislativo e o Executivo reverteria somente em benefícios.

“Se fosse eleito [prefeito] uma das minhas primeiras ações seria a de chamar todos os vereadores para uma conversa. Para ouvir de cada um sobre seus projetos em prol de Imbituba. Sei que muitos acham isso utópico, mas não seria um passo importante? Se não dá para unir todo mundo, ao menos que a oposição não seja feita de forma sistemática, porque quem paga a conta dessa briga é a população”, argumenta, adiantando-se em dizer que está buscando um projeto de governo para o município e que quer muito participar, contribuir para uma Imbituba melhor.  

Robertinho falou também de seu partido, o PSD, da liderança exercida pelo presidente da Alesc, Júlio Garcia, e do futuro do PSD Municipal, que conta hoje com uma bancada de três vereadores, o próprio Robertinho, Renato Ladiada e Anderson Teixeira, este último afastado do Partido e apresentando-se como oposição ao governo de Rosenvaldo Júnior.

“Tenho dado apoio ao governo do Rosenvaldo, como daria a qualquer governo eleito e essa postura é minha desde o primeiro dia após eleito, lá em 2013. Fui o único vereador ‘oposicionista’ a comparecer à inauguração da Prefeitura, no governo Jaison, porque acho importante participar, estar presente nas decisões que afetam nosso dia-a-dia. E apoiado desde então, todos os projetos que têm como objetivo o bem do município. Opor-me, só se for realmente necessário, contra a lei, contra a democracia. Se for para somar, podem contar comigo”, prontifica-se o presidente.

Robertinho encerra a entrevista de forma espontânea deixando a resposta sobre seu futuro político em aberto.

 

“Sou candidato a fazer parte de um projeto para recuperar a autoestima do imbitubense, fazer essa cidade do tamanho que ela merece, com um Porto fortalecido, uma cidade turística por excelência, com qualidade de vida para as pessoas que aqui residem e destino certo no verão para quem deseja vivenciar um pouco deste paraíso”. 

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp

Olá, deixe seu comentário para Presidente da Câmara pede união dos vereadores

Já temos 1 comentário(s). DEIXE O SEU :)
Paulo Tobias Querino

Paulo Tobias Querino

Parabéns, Presidente, meus sinceros votos ,e uma gestão voltada para nossa cidade.Gostei de toda explanação, ficou muito claro,quem de direito ,ocupa a mesa de Presidente.
★★★★★DIA 26.08.19 21h37RESPONDER
N/A
Enviando Comentário Fechar :/
Enviando Comentário Fechar :/