X

Fale Conosco:

Aguarde, enviando contato!
X

Horóscopo Virtual:

X

Resultados das Loterias:

Conteúdo em destaque:

Semana Nacional da Baleia Franca
Promoção Passeio Turístico ao Santuário Santa Paulina
EAD Cruzeiro do Sul
Open Food Churrasco Premium
Snet Telecom
Pães e Cucas em Garopaba
King Barbearia
Raancon Construtora

Polícia Civil de Imaruí esclarece feminicídio ocorrido em 23 de junho

Por Redação do RSC dia em Notícias

Polícia Civil de Imaruí esclarece feminicídio ocorrido em 23 de junho
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp

Foto: Divulgação

A Polícia Civil do Estado de Santa Catarina, por intermédio da Delegacia de Polícia da Comarca de Imaruí, cumpriu na tarde da última quinta-feira (15) mandado de prisão em desfavor de Z. C., residente na comunidade de Nazaré, município de Imaruí.

Entenda o caso:

Em 23 de junho, Joana Eufrásio Consoni foi encontrada desmaiada na cama de seu quarto em residência localizada em área rural do município de Imaruí, sendo encaminhada ao Hospital de Caridade da cidade de Tubarão. Até então a Polícia não tinha conhecimento do fato, pois se tratava de um “acidente”.

Dois dias depois, houve o registro pela Polícia Militar de Santa Catarina, por informação do hospital, do óbito decorrente de ferimento por arma de fogo. Com isso, a equipe de investigação da Delegacia de Polícia de Imaruí iniciou as diligências investigativas preliminares, a fim de esclarecer as circunstâncias do fato ocorrido.

No decorrer dos trabalhos investigativos, a autópsia apontou que a vítima foi atingida por um único disparo de arma de fogo, não sendo possível precisar o calibre, pelo fato do projétil ter se esfacelado. Ainda durante as investigações foi realizado outro exame pericial no local do crime (exame que detecta presença de sangue humano mesmo em lugares já limpos), em que constatou haver marcas de sangue em vários cômodos da casa e grande quantidade na pia do banheiro.

Assim, foram descartadas as hipóteses de suicídio e roubo, sendo que o companheiro da vítima, Z.C de 56 anos, passou a ser o principal suspeito do crime. Desde o início das investigações, Z.C afirmava não possuir, tampouco, saber manusear armas de fogo. Porém, a investigação policial obteve elementos de provas de que ele tinha prática com armas de fogo e era praticante de caça e, inclusive, possuía munições em sua residência.

Diante dos elementos colhidos, o mesmo confessou ser o autor do homicídio contra sua companheira. Em seu interrogatório, o homem relatou: "me deu uma loucura, peguei uma garrucha calibre.22 na casa de meu filho que estava viajando e atirei".

Após representação da delegada de Polícia e presidente do inquérito policial que apurou o fato, Patrícia C. Fronza Vieira, Z.C foi preso preventivamente por homicídio qualificado pelo feminicídio. O seu filho, que colaborou com as investigações, responderá pelo crime de posse irregular de arma de fogo de uso permitido, por não ter o registro da mesma.

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp

Olá, deixe seu comentário para Polícia Civil de Imaruí esclarece feminicídio ocorrido em 23 de junho

Enviando Comentário Fechar :/