X

Fale Conosco:

Aguarde, enviando contato!
X

Horóscopo Virtual:

X

Resultados das Loterias:

Conteúdo em destaque:

Call The Police
Pães e Cucas em Garopaba
Clube do Assinante Impresso Catarinense
King Barbearia
Sul Internet
Snet Telecom
Raancon Construtora

Parlamento britânico vota hoje propostas alternativas ao Brexit

Após assumir controle sobre discussões do processo, parlamentares irão decidir se apoiam acordo de Theresa May, alteram forma de sair da União Europeia ou mesmo se convocam novo referendo

Por RSC Portal dia em Notícias

Parlamento britânico vota hoje propostas alternativas ao Brexit
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp

O Parlamento britânico vota nesta quarta-feira (27) uma série de propostas alternativas ao Brexit. Depois de rejeitar duas vezes o acordo apresentado pela primeira-ministra Theresa May - já aprovado pela União Europeia - os parlamentares decidiram na segunda-feira ampliar seus próprios poderes sobre o tema e definir o que irão votar.

Segundo o jornal britânico “The Guardian”, pelo menos 16 propostas tinham sido apresentadas até a noite de terça-feira, mas o líder da Câmara baixa, John Bercow, ainda iria selecionar quais delas seriam encaminhadas ao plenário.

O sistema de votação será diferente desta vez, já que os parlamentares poderão votar em quantas emendas quiserem e, ao final, serão apontadas quais tiveram o maior número de votos favoráveis.

Além disso, eles irão escrever se são a favor ou contra cada uma delas, em vez de simplesmente se encaminhares aos corredores que representam o “aye” (sim) ou “noe” (não), como tradicionalmente fazem.

Propostas 

Ainda não se sabe qual o conteúdo exato de cada uma das propostas apresentadas, com exceção de uma assinada pelo líder do Partido Trabalhista, Jeremy Corbyn, que prevê uma relação comercial próxima com a União Europeia, mesmo após a saída do Reino Unido do bloco.

A alternativa para o Brexit apresentada por ele inclui os seguintes itens:

Uma união aduaneira abrangente com a UE, com um Reino Unido opinando sobre futuros acordos comerciais;
Alinhamento estreito com o mercado único, apoiado em instituições e obrigações partilhadas;
Alinhamento dinâmico em direitos e proteções;
Compromissos relativos à participação em agências da UE e programas de financiamento, incluindo em áreas como o ambiente, a educação e a regulamentação industrial;
Acordos claros sobre os detalhes das futuras disposições de segurança, incluindo o acesso ao mandado de detenção europeu e bases de dados partilhadas vitais.

Essa, no entanto, não é a única proposta dos Trabalhistas. Existe ainda uma moção criada pelos parlamentares Stephen Kinnock e Lucy Powell que propõe um acordo pós-Brexit ao estilo norueguês, envolvendo uma participação na Associação Europeia de Livre Comércio durante meses e a manutenção do Reino Unido no mercado único, com permanência no Espaço Econômico Europeu.

Outras alternativas possíveis incluem ainda a realização de um novo referendo ou até mesmo a aprovação ao acordo de May. Segundo alguns parlamentares, a divisão entre muitas propostas poderia, inclusive, acabar favorecendo a primeira-ministra, com seu projeto ficando entre aqueles que concentrariam o maior número de votos favoráveis.

Outra votação

O Parlamento usará os resultados desta quarta-feira para reduzir o número de propostas, e na próxima segunda, dia 1º de abril, irá conduzir uma nova votação, na qual poderá definir que linha de ação irá adotar em relação ao Brexit.

O Reino Unido tem até o dia 12 de abril para informar o Conselho Europeu sobre o que pretende fazer em relação aos seus planos para deixar o bloco. A data foi acordada quando a União Europeia concordou em adiar a saída, marcada inicialmente para 29 de março. Isso só não será necessário se o acordo de Theresa May for aprovado. Nesse caso, o Brexit acontece em 22 de maio.

Apelo aos eurodeputados

Nesta quarta-feira, o presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, pediu aos eurodeputados que permaneçam abertos a um adiamento longo do Brexit enquanto o Reino Unido reconsidera sua posição, com uma advertência contra a traição aos eleitores pró-União Europeia.

"Deveríamos estar abertos a uma longa prorrogação se o Reino Unido deseja reconsiderar sua estratégia do Brexit, o que certamente significaria a participação do Reino Unido nas eleições para a Eurocâmara de 23 a 26 de maio", afirmou Tusk. "Vocês não podem trair a maioria crescente [de britânicos] que deseja permanecer na UE", completou o ex-primeiro-ministro polonês aos eurodeputados reunidos em Estrasburgo.

Durante a reunião de cúpula, a UE concordou em adiar a data de saída do Reino Unido do bloco para 22 de maio, caso o Parlamento britânico aprove esta semana o acordo de divórcio, ou para 12 de abril, em caso contrário.

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp

Olá, deixe seu comentário para Parlamento britânico vota hoje propostas alternativas ao Brexit

Enviando Comentário Fechar :/