X

Fale Conosco:

Aguarde, enviando contato!
X

Horóscopo Virtual:

X

Resultados das Loterias:

Conteúdo em destaque:

Woodstock 2k
Tabacaria Cardoso
Alan e Felipe
Pães e Cucas em Garopaba
Clube do Assinante Impresso Catarinense
Snet Telecom
King Barbearia
Raancon Construtora

Palhoça: Após ser apontado como um dos envolvidos em um roubo de carro, homem é agredido e morto em posto de combustíveis

Tanto o homicídio quanto o roubo de veículo estão sob investigação

Por Redação do RSC dia em Notícias

Palhoça: Após ser apontado como um dos envolvidos em um roubo de carro, homem é agredido e morto em posto de combustíveis
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp

Foto: Reprodução/NSC

Deivid Duarte da Silva, 20 anos, foi morto na tarde desta terça-feira (17) em um posto de combustíveis no bairro Aririú, em Palhoça, na Grande Florianópolis. Três suspeitos foram presos em flagrante e serão indiciados por homicídio qualificado, conforme a Polícia Civil.

Segundo a Polícia Militar (PM), Deivid estava abastecendo o carro no posto, quando foi surpreendido inicialmente por três pessoas que usaram objetos, como capacetes, durante o ataque. As agressões começaram por volta de 13h30, conforme a ocorrência.

Testemunhas relatam que o morador de Palhoça foi agredido por aproximadamente 40 minutos, sem conseguir se defender, e que cerca de 10 pessoas participaram do linchamento. Algumas pessoas tentaram conter as agressões, segundo a PM, mas foram ameaçadas pelos agressores.

Por volta das 16h25, equipes da Polícia Civil, do Instituto Geral de Perícias (IGP) e do Instituto-Médico Legal (IML) estavam no local para apurar a situação. De acordo com o delegado responsável pelo caso, Fabiano Rocha, alguns suspeitos já tinham sido identificados. Os três presos em flagrante foram encaminhados até a Central de Plantão Policial.

Os suspeitos alegaram à polícia que teria havido revide porque a vítima do linchamento teria participado de um assalto que ocorreu na noite de segunda (16). À PM, eles disseram que o homem teria dado apoio para dois assaltantes roubarem um veículo Prisma, que pertencia a um motorista de aplicativo. As circunstâncias, no entanto, estão sob investigação da Polícia Civil.

O carro utilizado para o suposto apoio ao crime foi reconhecido pelo grupo de agressores, assim que Deivid Duarte da Silva chegou ao posto de combustíveis em Palhoça, na tarde desta terça. Conforme a PM, o veículo roubado foi recuperado à tarde em Florianópolis.

Sobre o assalto na noite anterior às agressões no posto, a PM confirma a ocorrência por volta de 23h46min de segunda (16). Segundo o registro, um motorista de aplicativo foi acionado para uma corrida no bairro Aririú, em Palhoça, e, no ponto de chegada, "indivíduos em posse de uma arma de fogo anunciaram o roubo".

A vítima foi abandonada no bairro Praia de Fora e os suspeitos levaram o Prisma, carteira com documentos pessoais e cartões de banco, um telefone celular e R$ 100 em espécie. O delegado Arthur de Oliveira Lopes também informou que a investigação sobre o roubo do veículo, na noite de segunda-feira, é apurada pela Divisão de Investigação Criminal (DIC).

Polícia indiciará por homicídio qualificado os suspeitos da agressão

Os três homens presos em flagrante na tarde desta terça-feira (17) suspeitos de agredir até a morte Deivid Duarte da Silva, 20 anos, serão indiciados por homicídio qualificado, de acordo com o delegado-adjunto da cidade, Arthur de Oliveira Lopes. A Polícia Civil também solicitou a prisão preventiva do trio, que confirmou a autoria das agressões durante depoimento.

De acordo com o delegado, os suspeitos, de 30, 31 e 35 anos, disseram que agrediram Deivid porque ele teria participado do roubo do veículo de um deles, que é motorista de aplicativo. O roubo do carro, um Prisma, aconteceu na noite de segunda-feira (18) em Palhoça, conforme registro da Polícia Militar (PM).

Em depoimento, o motorista de aplicativo afirmou ter reconhecido nesta terça, no posto de combustíveis, Deivid como autor do assalto, e o veículo que teria sido usado durante o roubo na noite anterior. 

— Assim que nós chegamos no local já tinham sido detidos três homens. Foi possível verificar depois pelo sistema de videomonitoramento que realmente eles chegaram no local e já passaram a agredir a vítima — declarou o delegado Arthur de Oliveira Lopes.

Ainda segundo ele, a agressão iniciou com dois homens, e depois um terceiro chegou ao local e também começou a agredir a vítima. Além de chutes e socos, eles usaram um capacete e uma corrente durante o ato.

O delegado contou ainda que, por imagens de câmeras, é possível notar que outras pessoas também participaram das agressões, mas não soube precisar quantas. Uma investigação posterior vai apurar a possível participação de mais pessoas no crime.

O policial também disse que a agressão durou entre 10 e 15 minutos, mas não soube precisar em quanto tempo a PM chegou ao local. Segundo testemunhas, a vítima teria sido agredida por mais de 30 minutos até a chegada da polícia.

Fonte: NSC

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp

Olá, deixe seu comentário para Palhoça: Após ser apontado como um dos envolvidos em um roubo de carro, homem é agredido e morto em posto de combustíveis

Enviando Comentário Fechar :/