X

Fale Conosco:

Aguarde, enviando contato!
X

Horóscopo Virtual:

X

Resultados das Loterias:

Conteúdo em destaque:

Seu pedido é uma ordem
MINI KALZONE
PAES E CUCAS
Barbearia Vip Imbituba
Frutos de Goiás Imbituba
Z12 Sushi Imbituba
O Guaraná oficial de Imbituba
Tabacaria Cardoso
Dedetizadora D.D. Sul

Justiça mantém demolição de marina ilegal de associação de pescadores em Laguna

Além de considerar a conduta lesiva ao meio ambiente, a câmara entendeu também que a entidade não detém legitimidade para seu pleito

Por RSC Portal dia em Notícias

Justiça mantém demolição de marina ilegal de associação de pescadores em Laguna
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp

A 1ª Câmara de Direito Público do Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC), em matéria sob a relatoria do desembargador Luiz Fernando Boller, manteve decisão que determina a demolição de uma marina irregularmente instalada em área de preservação permanente no sul do Estado. Negou, desta forma, agravo interposto por uma associação de pescadores que se valia dos serviços prestados até então pelo empreendimento. Além de considerar a conduta lesiva ao meio ambiente, a câmara entendeu também que a entidade não detém legitimidade para seu pleito já que não possui relação de posse ou propriedade sobre o imóvel.

No agravo, os pescadores disseram que tomaram conhecimento da demolição recentemente e pediram o enquadramento do caso na Lei de Regularização Fundiária Rural e Urbana. O relator, entretanto, acompanhou parecer do Ministério Público para fulminar a pretensão. "Do mesmo modo, não há que se falar em utilização da Lei Federal n. 13.465 no caso concreto, uma vez que referida norma presta-se para regularização fundiária rural e urbana, de forma que é inaplicável para ver resguardada uma área que sequer serve como moradia, eis que é utilizada para guarda e manutenção dos barcos", registrou.

Boller explicou também que não cabe a terceiros, que não guardam nenhuma relação de propriedade com a área, buscarem a tutela judicial para ver regularizada uma área edificada irregularmente e com ordem de demolição já transitada em julgado. A sessão também contou com os votos dos desembargadores Paulo Henrique Moritz Martins da Silva e Pedro Manoel Abreu, que acompanharam a posição do relator (Agravo de Instrumento nº 5017792-38.2020.8.24.0000).

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp

Olá, deixe seu comentário para Justiça mantém demolição de marina ilegal de associação de pescadores em Laguna

Enviando Comentário Fechar :/