X

Fale Conosco:

Aguarde, enviando contato!
X

Horóscopo Virtual:

X

Resultados das Loterias:

Conteúdo em destaque:

Seu pedido é uma ordem
Mais Delivery Garopaba
Tabacaria Cardoso
Clube do Assinante Impresso Catarinense
Snet Telecom

IMMC de Garopaba iniciará sua metodologia pioneira em Imbituba

Trabalho de educação ambiental de Garopaba para monitoramento de praias por crianças será feito nas escolas municipais de Imbituba(SC)

Por RSC Portal dia em Notícias

IMMC de Garopaba iniciará sua metodologia pioneira em Imbituba
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp

O Instituto Monitoramento Mirim Costeiro (IMMC), de Garopaba (SC), iniciará em março deste ano as atividades de educação ambiental de seu programa de monitoramento de praias com 300 alunos do 4º ano - 12 turmas - de 9 escolas imbitubenses. A parceria foi assinada em janeiro pela presidente do IMMC, Caroline Schio, e o Secretário de Meio Ambiente de Imbituba, Paulo Márcio de Souza. A partir de março de 2020, as escolas terão agregadas às atividades escolares a metodologia de pesquisa do IMMC que tem o objetivo de transformar as crianças em ‘guardiãs dos oceanos’.

Para Carol, esta aliança com o município vizinho potencializa o trabalho que já vem sendo feito há 8 anos na cidade de Garopaba e que já formou 2.240 Monitores Mirins Costeiros. “Estamos bastante motivados em começar a atender as escolas de Imbituba e proporcionar para as crianças de lá a experiência de aprender na prática como monitorar e preservar as praias da sua cidade, se tornando monitores mirins costeiros. Além de Garopaba e Imbituba, o mesmo trabalho acontece na cidade litorânea de Ubatuba-SP e o nosso sonho é atingir toda a costa brasileira”, diz a gestora.

 

Caroline Schio com o Secretário de Meio Ambiente de Imbituba

O Secretário de Meio Ambiente de Imbituba, Paulo Márcio de Souza, falou sobre a iniciativa: “tenho certeza que este projeto, em parceria com Secretaria da Educação, Cultura e Esporte, através do IMMC, será um divisor de águas, não só para Imbituba, como para o Sul do Estado. Desde que assumi a SEMA, sempre falei que o nosso maior projeto deveria ser voltado para a Educação Ambiental. Infelizmente, vivemos momentos difíceis no Brasil e no mundo, onde a falta de conscientização ambiental tem deixado marcas profundas. Imbituba está numa região privilegiada, cercada por mar, lagoas e montanhas. É muito importante voltarmos nossas forças para a preservação. E uma das maiores armas que temos é a Educação. Com a notória especialização e metodologia criada pelo IMMC, aplicada nesse projeto, tenho certeza que nossas crianças serão adultos mais conscientes”, concluiu o gestor.

 

Sobre o Instituto Monitoramento Mirim Costeiro (IMMC)

O Instituto Monitoramento Mirim Costeiro (IMMC) possui um programa que é uma Tecnologia Social pioneira no Brasil de educação para a conscientização da preservação da zona costeira e valorização da cultura tradicional de Garopaba (SC). Há oito anos fomenta a aprendizagem participativa através da pesquisa, do aprender-fazendo dentro do contexto sociocultural. Por meio de atividades lúdicas, saídas a campo, palestras e pesquisas é direcionado a alunos do 4º e 5º ano das Escolas Municipais de Garopaba(SC). A metodologia trabalha aspectos ambientais e socioculturais da zona costeira da região. Após os encontros, que se dividem em momentos de teoria e de prática e o avistamento de baleias em seu berçário na Praia da Gamboa, ou em outra praia de Garopaba que estejam passando a temporada com os filhotes. Após, os educandos recebem um Certificado de Monitor Mirim Costeiro.

Desde 2012 foram beneficiados mais de 2.240 alunos de 12 Escolas Municipais de Garopaba, além de envolver mais de 30 professores da Rede de Ensino. Foram 192 saídas a campo, 277 aulas teórico-participativas, além da instalação de 22 placas informativas com indicadores locais nas principais vias de acesso das praias monitoradas. Mais de 30 mil pessoas impactadas com o trabalho.  A maior motivação dos Educadores do IMMC é proporcionar às crianças uma oportunidade de aprendizagem prática in loco, que as conecte e aproxime do ambiente onde vivem, despertando o sentimento de pertencimento e apropriação com o seu território.

Em oito anos de existência, foi condecorado com importantes premiações e já virou referência na área de educação ambiental em Garopaba (SC), mas também recebeu reconhecimentos nacionais e internacionais. Foi um dos 16 projetos escolhidos na categoria Young Projects  Award, no Prêmio Lush Spring Prize 2017, Mérito Educacional (MEC) 2016 - reconhecimento como instituição de referência para a inovação e a criatividade na educação básica do Brasil; ficou entre os 500 melhores projetos socioambientais da América Latina - 8º lugar na categoria ‘Oceanos’ no Prêmio América Latina Verde 2016, e recebeu ainda o Prêmio Mérito Educacional, concedido pela Câmara Municipal de Vereadores e pelo Conselho Municipal de Educação de Garopaba, em 2014.

Conquistou o Prêmio América Latina Verde 2017 na categoria ‘Oceanosentre 2.409 projetos inscritos de 36 países da América Latina. Recebeu em 2017 o Prêmio IGK - A grande jogada social, do Instituto Guga Kuerten na categoria Ação Educativa Ambiental e foi reconhecido como Tecnologia Social pela Fundação Banco do Brasil. Também é um Comitê Voluntário instituído na Conferência dos Oceanos 2017, organizada pela Organização das Nações Unidas (ONU), sendo um exemplo de solução para a educação de crianças para resolução da problemática de poluição dos oceanos. O IMMC foi finalista do Prêmio Santa Catarina pela Educação 2018 e foi semi finalista do Prêmio Itaú-Unicef 2018. Em 2019 ganhou o Prêmio Nana Mininni Medina na categoria Educação Não Formal.

Abriu a primeira sede institucional no Centro Histórico de Garopaba em dezembro de 2017, que foi estruturada como um Centro de Referência em Educação Socioambiental na região. Possui o Mini Museu do Mar, Oceanoteca com livros, vídeos e jogos educativos sobre os oceanos. Oferece para as crianças da comunidade Oficinas de Arte Reciclagem, Expedições Científicas, Yoga, além de oportunizar para as famílias da comunidade eventos anuais como o DMLRP – Dia Mundial de Limpeza de Rios e Praias, Celebração de Boas Vindas as Baleias Franca, além do estande institucional em evento culturais da cidade. Na temporada de verão impactou 15 mil turistas nas praias da região em seu projeto Verão Praia Limpa 2018/2019.

Em fevereiro de 2018, o Monitoramento Mirim Costeiro – MCC se transformou em Instituto Monitoramento Mirim Costeiro – IMMC para poder ampliar a sua atuação junto à comunidade e poder fazer mais alianças, parceiros, buscar apoio com a iniciativa privada, governos, concorrer a editas, entre outras formas de potencializar seu trabalho.

Em 2019, firmou a primeira parceria fora do estado de Santa Catarina para replicação da Tecnologia Social do IMMC, oficializada por meio de um termo de cooperação entre o CERE - Centro Esportivo e Recreativo Itamambuca, município de Ubatuba – SP e o IMMC com o Projeto Liga Norte que  ofereceu 32 oficinas educativas com a metodologia de pesquisa pioneira do IMMC para grupos de até 30 crianças de três escolas municipais de Ubatuba (SP). Será realizado também neste ano de 2020.

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp

Olá, deixe seu comentário para IMMC de Garopaba iniciará sua metodologia pioneira em Imbituba

Enviando Comentário Fechar :/