X

Fale Conosco:

Aguarde, enviando contato!
X

Horóscopo Virtual:

X

Resultados das Loterias:

Conteúdo em destaque:

Tabacaria Cardoso
Woodstock 2k
Pães e Cucas em Garopaba
Clube do Assinante Impresso Catarinense
Snet Telecom
King Barbearia
Raancon Construtora

Greve global mobiliza países e manifestantes vão para as ruas nesta sexta

As manifestações ocorrem um dia antes de começar a Cúpula pelo Clima, da Organização das Nações Unidas, que deverá ocorrer de 21 a 23 de setembro, em Nova York

Por Redação do RSC dia em Notícias

Greve global mobiliza países e manifestantes vão para as ruas nesta sexta
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp

Foto destaque: AAP Image/Darren England/via Reuters

A greve global pelo clima, marcada para esta sexta (20) em 150 países, deve atrair milhares de manifestantes que exigem medidas concretas para frear as emissões de gás carbônico e combater o aquecimento global. As manifestações ocorrem um dia antes de começar a Cúpula pelo Clima, da Organização das Nações Unidas, que deverá ocorrer de 21 a 23 de setembro, em Nova York.

A Greve pelo Clima tem origem no "Fridays For Future" (Sextas-feiras pelo Futuro, em inglês), que ganhou repercussão com a adolescente sueca de 16 anos Greta Thunberg. Desde 2018, Greta falta às aulas nas sextas-feiras para protestar pelo clima. A iniciativa rendeu a indicação ao Prêmio Nobel da Paz e fez com que diversas outras greves se espalhassem pelo mundo. No Brasil, ao menos duas mobilizações tiveram repercussão nacional, uma em março e outra em maio.

Estão programados mais de 5 mil eventos em todo o mundo em 150 países, em uma sequência que deve terminar com uma enorme manifestação em Nova York, com a presença de mais de um milhão de estudantes, informou a agência France Presse (AFP).

Os primeiros eventos da greve aconteceram nas ilhas Vanuatu, Salomão e Kiribati, territórios ameaçados pela elevação do nível do mar devido ao aquecimento climático.

Na Austrália, crianças e jovens da região do Pacífico se reuniram nas ruas para se manifestar. De acordo com a rede CNN, os organizadores disseram ter atraído mais de 300 mil pessoas em mais de 100 cidades. Melbourne teve o maior protesto, com 100 mil pessoas, segundo os organizadores citados pela CNN. Em Sidney foram 80 mil e em Brisbane, 30 mil. Não há informações sobre números divulgados pelas autoridades destes locais.

Foto: Cordelia Hsu/Reuters

Na Alemanha, manifestantes subiram sobre blocos de gelo embaixo de uma forca improvisada para alertar sobre os riscos do aquecimento global. O protesto ocorreu em frente ao portão de Brandemburgo, em Berlim.

Foto: Fabrizio Bensch/Reuters

Na Inglaterra, estudantes empunharam cartazes em Londres com mensagens contra políticos e em apoio à greve. "Estamos perdendo aulas para te ensinar uma lição", dizia o cartaz de uma das jovens manifestantes.

Na Polônia, ativistas fizeram uma performance enrolados em plásticos para criticar o consumo e a ameaça que o atual modo de vida representa à natureza. O protesto ocorreu na capital do país, Warsaw. Também houve registro de manifestação em Lodz, terceira maior cidade polonesa, e em Poznan.

Foto: Maciek Jazwiecki/Agencja Gazeta via Reuters

Fonte: G1

 

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp

Olá, deixe seu comentário para Greve global mobiliza países e manifestantes vão para as ruas nesta sexta

Enviando Comentário Fechar :/