X

Fale Conosco:

Aguarde, enviando contato!
X

Horóscopo Virtual:

X

Resultados das Loterias:

Conteúdo em destaque:

TULIPA
Barbara quadros Biomedicina estética
PUREZA REFRIGERANTES
Tabacaria Cardoso
Frutos de Goiás Imbituba
Z12 Sushi Imbituba
PAES E CUCAS
CVC Imbituba
FEMAX
Oticas Carol
LA MARE

Federação Catarinense de Municípios deve assinar protocolo com o Instituto Butantan para Coronavac

A FECAM quer garantir que o Estado de SP faça a previsão de fornecer a vacina a Santa Catarina após a aprovação de uso pela ANVISA

Por RSC Portal dia em Notícias

Federação Catarinense de Municípios deve assinar protocolo com o Instituto Butantan para Coronavac
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp

O presidente da Federação Catarinense de Municípios (FECAM), Paulo Roberto Weiss, deve ir a São Paulo nos próximos dias para assinar um protocolo de intenções com o Instituto Butantan que credencia os municípios catarinenses ao acesso à vacina Coronavac. Nas duas últimas semanas a Federação Catarinense e o governo paulista mantém tratativas para o acordo, faltando agora a assinatura entre as partes.

A FECAM quer garantir que o Estado de SP faça a previsão de fornecer a vacina a Santa Catarina após a aprovação de uso pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) e que os municípios e os consórcios públicos possam adquirir e iniciar a imunização. A FECAM reforça que o protocolo coloca as prefeituras catarinenses na previsibilidade de, quando a vacina estiver disponível no Brasil, possam comprar as doses do imunizante. 

Para o presidente da FECAM, é importante agilizar o acesso a vacina, imunizar as pessoas o quanto antes e a conviver com o vírus com mais segurança. Para isso, destaca que é preciso da parceria e do envolvimento do Governo do Estado na manifestação de interesse pela vacina. “Temos uma série de setores que precisam voltar as atividades, ativando a economia, além de um ano letivo em 2021 que é necessário para que as crianças e os estudantes voltem as salas de aula e ao convívio social”, destaca Paulo Weiss.

A Coronavac está sendo desenvolvida pela farmacêutica chinesa Sinovac em parceria do Instituto Butantan/SP. A vacina está em sua fase III de desenvolvimento no país, que é a última etapa de estudo antes da obtenção do registro sanitário e a disponibilização para a população. 17:09

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp

Olá, deixe seu comentário para Federação Catarinense de Municípios deve assinar protocolo com o Instituto Butantan para Coronavac

Enviando Comentário Fechar :/