X

Fale Conosco:

Aguarde, enviando contato!
X

Horóscopo Virtual:

X

Resultados das Loterias:

X

ESTAMOS AO VIVO!

Libere o áudio no canto inferior direito!

RSC Portal - Rede Souza de Comunicação

  • RSC Portal no Twitter
  • RSC Portal no YouTube
  • RSC Portal no Facebook

Dois casos de estupro são registrados na região da Amurel

Em uma das ocorrências o pai é suspeito de ter abusado seu próprio filho, que é autista.

Por RSC Portal dia em Notícias

Dois casos de estupro são registrados na região da Amurel
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp

Nesta quarta-feira (08), a PM foi acionada para atender duas de estupro na região da Amurel.

O primeiro caso aconteceu na cidade de Armazém, onde a vítima relatou que estava chegando em sua casa de moto quando foi surpreendida por um homem que  tentou estupra-la. O autor jogou a mulher na parede e tentou tirar a sua roupa a força. A tentativa  durou cerca de cinco minutos, segundo a vitima.

O criminoso fugiu do local devido ao fato de um cachorro ter lhe atacado. A vítima imediatamente ligou para a Polícia Militar e as buscas pelo autor se iniciaram. Em questão de minutos, o rapaz foi apreendido, pois se trata de um adolescente de 16 anos. Ele recebeu voz de apreensão e foi conduzido até a Delegacia de Polícia Civil de Armazém.

A outra ocorrência de estupro aconteceu por volta das 15h30min, em Tubarão. A Guarnição da Policia Militar se deslocou até um colégio, onde foi conversado com um policial Instrutor do Proerd e com uma professora.  Ambos relataram que após uma aula do Proerd foram conversar com um aluno que é autista. Eles decidiram conversar com a criança de apenas 8 anos pois perceberem que ele estava com dificuldades para sentar. Eles foram conquistando a confiança da criança e, através de bichos de pelúcia, ele foi relatando onde sentia dor, relatando que era abusado sexualmente pelo próprio pai. Após escutarem o relato da criança, acionaram a PM e o Conselho Tutelar. A Conselheira Tutelar foi quem conduziu a situação e conversou com a criança. No local também se fazia presente a mãe.

A Polícia Civil foi acionada e pediram para deslocar até a delegacia para assim a criança e a mãe conversarem com a psicóloga. Os conselheiros fizeram a condução da criança e da mãe até a delegacia especializada e na delegacia a guarnição não conversou com a criança nem com a mãe devido estarem sendo atendidos pelas conselheiras tutelares.

Foi confeccionado um Boletim de Ocorrência, no qual as medidas cabíveis estão sendo tomadas.

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp

Olá, deixe seu comentário para Dois casos de estupro são registrados na região da Amurel

Enviando Comentário Fechar :/