X

Fale Conosco:

Aguarde, enviando contato!
X

Horóscopo Virtual:

X

Resultados das Loterias:

X

ESTAMOS AO VIVO!

Libere o áudio no canto inferior direito!

RSC Portal - Rede Souza de Comunicação

  • RSC Portal no Twitter
  • RSC Portal no YouTube
  • RSC Portal no Facebook

Correios devem voltar ao trabalho nesta terça

Com a paralisação, os servidores reivindicavam melhorias nas condições do trabalho, o fim do pagamento da mensalidade do plano de saúde e maior efetivo de servidores.

Por RSC Portal dia em Notícias

Correios devem voltar ao trabalho nesta terça
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp

O Tribunal Superior do Trabalho (TST) decidiu, ontem, que os empregados dos Correios e seus dependentes deverão pagar mensalidade para manter os planos de saúde. O tema foi objeto de julgamento pela Seção de Dissídios Coletivos da corte, que aprovou a proposta do ministro relator, Aloysio Corrêa, por 6 votos a 1. A ação de dissídio coletivo havia sido ajuizada pela companhia ainda no ano passado, quando não houve acordo entre empregados e direção sobre a revisão do Postal Saúde no âmbito do Acordo Coletivo de Trabalho (ACT).

Com isso, os servidores do órgão em Santa Catarina deverão retornar aos trabalhos nesta terça-feira (13), às 11h. A decisão de voltar as suas funções se dá em virtude do TST decretar a ilegalidade do movimento. Com a paralisação, os servidores reivindicavam melhorias nas condições do trabalho, o fim do pagamento da mensalidade do plano de saúde e maior efetivo de funcionários.

Devido a decisão, a principal mudança é a introdução da cobrança de mensalidade dos empregados e seus dependentes (cônjuges e filhos), conforme faixas etária e remuneratória. Até então, os empregados e seus familiares que usavam o plano pagavam apenas um percentual por consulta ou exame, de acordo com uma tabela remuneratória do plano.

Os dependentes ascendentes (pais e mães) dos empregados continuarão no plano até julho de 2019, quando vence o ACT em vigor. Após esse período, deixarão de ser cobertos pelo plano, e ficarão assegurados os que estiverem em tratamento médico-hospitalar até a alta médica, segundo regras da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS).

Um novo plano-família, a ser criado no ano que vem, poderá incorporar pais e mães e outros eventuais dependentes dos funcionários. A proposta inicial da empresa previa a manutenção do plano apenas para funcionários ativos e aposentados e a criação de um outro plano para todos os dependentes.

Fonte: Notisul

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp

Olá, deixe seu comentário para Correios devem voltar ao trabalho nesta terça

Enviando Comentário Fechar :/