X

Fale Conosco:

Aguarde, enviando contato!
X

Horóscopo Virtual:

X

Resultados das Loterias:

Conteúdo em destaque:

Call The Police
Pães e Cucas em Garopaba
Clube do Assinante Impresso Catarinense
King Barbearia
Sul Internet
Snet Telecom
Raancon Construtora

Conferentes e consertadores fazem história e aderem à multifuncionalidade

Com isso, uma atividade pode ser escalada, em caráter complementar, para executar tarefas da outra

Por RSC Portal dia em Notícias

Conferentes e consertadores fazem história e aderem à multifuncionalidade
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp

Os Trabalhadores Portuários Avulsos (TPAs) das atividades de consertadores e conferentes assinaram na última quinta-feira (06), as Convenções Coletivas de Trabalho (CCTs) com o Sindicato dos Operadores Portuários de Imbituba (SINDOP), aderindo, entre si, à multifuncionalidade na execução das operações portuárias, o que permite que uma atividade possa ser escalada, em caráter complementar, para executar tarefas da outra.

Com isso, apenas os estivadores ainda não têm alguma multifuncionalidade, uma vez que ela já vem sendo praticada, com êxito, entre arrumadores, consertadores e vigias há dois anos, suprindo faltas de pessoal e permitindo remuneração adicional aos trabalhadores que já aderiram a essa modalidade, que é prevista na Lei dos Portos (Lei n. 12.815/2013).

As CCTs assinadas hoje assumem aspecto mais relevante, pois resgatam uma atividade já muito pouco requisitada, que são os consertadores, em razão do acelerado processo de unitização de cargas e eliminação de embalagens que necessitem conserto. Para o presidente do SINDOP, Gilberto Barreto, embora o ideal fosse que todos os trabalhadores aderissem à multifuncionalidade global para todas as atividades portuárias, os avanços já são significativos e a expectativa é grande de que o sistema continuará a receber adesões.

A capacitação dos TPAs Consertadores e Conferentes para o exercício de ambas funções estará a cargo do OGMO Imbituba, que utilizará da expertise dos próprios trabalhadores para transmitir aos demais o conhecimento e a experiência necessários, valorizando o potencial local e resultando em conhecimento prático efetivo aplicado às operações que são características do Porto de Imbituba.

O presidente do Sindicato dos Conferentes, Agnaldo Miguel, que recebeu suporte jurídico do Escritório de Advocacia Gonçalves, Pacheco Advogados, considera que a contribuição dos consertadores amplia o leque de atuação dos conferentes e dá importante suporte à manutenção do trabalho dos consertadores, tudo isso vinculado às requisições de serviços. Então o importante é garantir que haja movimentação de cargas no porto e atividade para toda a comunidade, dos operadores aos trabalhadores.

Já o presidente dos consertadores, Daniel Claudino, considera que a oportunidade gerada pela multifuncionalidade já vinha sendo demonstrada pela CCT com vigias e arrumadores, mas agora os conferentes acenam com novos postos de trabalho e os consertadores mostrarão que são capazes de enfrentar o desafio.

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp

Olá, deixe seu comentário para Conferentes e consertadores fazem história e aderem à multifuncionalidade

Enviando Comentário Fechar :/