X

Fale Conosco:

Aguarde, enviando contato!
X

Horóscopo Virtual:

X

Resultados das Loterias:

Conteúdo em destaque:

Tabacaria Cardoso
Woodstock 2k
Pães e Cucas em Garopaba
Clube do Assinante Impresso Catarinense
Snet Telecom
King Barbearia
Raancon Construtora

Câncer de mama: termografia é um aliado do diagnóstico precoce

Exame possibilita análise rápida e eficiente dos resultados obtidos com o tratamento

Por RSC Portal dia em Notícias

Câncer de mama: termografia é um aliado do diagnóstico precoce
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp

Aproximadamente 30% dos casos de câncer de mama podem ser evitados com a escolha de hábitos saudáveis, como alimentação adequada, prática regular de atividades físicas, sono de qualidade, vida equilibrada, evitar o estresse e realizar os exames de rotina periodicamente. A doença, quando identificada precocemente, tem 95% de chances de cura.

“A prevenção deve ser uma ação contínua, pois as enfermidades não escolhem um período determinado para ocorrerem. O câncer de mama, por exemplo, é o tipo de doença mais comum entre as mulheres no mundo e apresenta 29% novos casos a cada ano no Brasil”, argumenta o médico ortopedista e traumatologista Joaquim Reichmann ao explicar que a doença pode evoluir de diferentes formas dependendo das características de cada tumor.

De acordo com Reichmann, para a prevenção do câncer de mama a melhor indicação de exame preventivo é a termografia, também denominada de imagem térmica, que pode detectar a doença com dez anos de antecedência, enquanto, a mamografia identifica apenas após a formação do tumor. Isso é possível porque as células cancerígenas crescem e se multiplicam rapidamente e com isso o fluxo sanguíneo e o metabolismo são elevados em um tumor, o que resulta no aumento da temperatura na região.

“Esse método ainda é pouco utilizado por médicos brasileiros, porém tem se mostrado seguro e eficaz para o diagnóstico precoce. A termografia utiliza câmeras de infravermelho sensíveis e um software que interpreta as imagens em alta resolução para detectar a doença em estado inicial, antes mesmo do tumor aparecer. O exame custa em média R$ 800,00”, explica.

A análise das imagens é realizada a partir da segmentação das representações conforme forma, tamanho e as fronteiras das regiões mais quentes do que o restante capturado. Depois, ocorre a extração de características com bases nas faixas de temperaturas obtidas no exame. A partir disso é realizada a classificação da imagem, na qual apresenta o resultado da lesão suspeita e informa o possível diagnóstico.

Reichmann relata que a termografia é um exame indolor, não invasivo, não há radiação ionizante, não tem contraste e não tem contato, porém não substitui a mamografia, considerada a mais importante técnica de imagem para as mamas. “A termografia é mais um exame no arsenal para o diagnóstico precoce e deve ser aliado da mamografia, ultrassonografia e da ressonância magnética que são as principais técnicas utilizadas para confirmação de tumores”, ressalta.

A termografia também é utilizada para detectar processos inflamatórios ainda em fases iniciais. Entre as principais aplicações estão avaliação dos quadros clínicos de: pé diabético, úlceras, feridas, isquemia, infecções, cicatrização, traumas, microcirculação de tumores, neuropatias periféricas e centrais, ciatalgias, distrofia simpático-reflexa, disautonomias, disfunções viscerais, cefaléias, lesões do esporte e do trabalho, artrites, lombalgias, tendinopatias, fibromialgia e dor miofascial. 

Fonte Marcos Bedin

MB Comunicação Empresarial/Organizacional

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp

Olá, deixe seu comentário para Câncer de mama: termografia é um aliado do diagnóstico precoce

Enviando Comentário Fechar :/