X

Fale Conosco:

Aguarde, enviando contato!
X

Horóscopo Virtual:

X

Resultados das Loterias:

Conteúdo em destaque:

Carla Carvalho Studio Pilates e Suspensão
Clinica Odontológica Integrada
PAES E CUCAS
Mini Calzone Garopaba
Barbearia Vip Imbituba
Frutos de Goiás Imbituba
O Guaraná oficial de Imbituba
Tabacaria Cardoso
Z12 Sushi Imbituba
Snet Telecom
Zinata
Dedetizadora D.D. Sul

Bancos estão impedidos de aumentar juros

Justiça Federal de Brasília acatou pedido do presidente do PDT na questão

Por RSC Portal dia em Notícias

Bancos estão impedidos de aumentar juros
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp

Por Conversa Afiada

O juiz Renato Coelho Borelli, da Justiça Federal de Brasília, decidiu que os bancos não podem aumentar a taxa de juros durante a crise provocada pelo coronavírus. O magistrado atendeu ação popular apresentada pelo presidente do PDT, Carlos Lupi.

De acordo com a decisão, as instituições financeiras nacionais também ficam proibidas de elevar as exigências para concessão de crédito.

A ação aponta que, em decorrência da pandemia do novo coronavirus, o Banco Central liberou o fluxo de caixa dos bancos, entre outras medidas. No entanto, de acordo com Lupi, as instituições bancárias estão retendo os recursos, e deixando de aplicar em medidas que poderiam amenizar o impacto econômico da crise.

O autor da ação, informa o Correio Braziliense, alega que esse tipo de ato gera desigualdade social. O pedido foi apresentado na Justiça contra a União e o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto.

Na decisão, o juiz determina que os bancos compensem a redução de impostos que tiveram por parte do governo com a concessão de novas linhas de crédito.

"Ante o exposto, defiro o pedido de tutela de urgência, para determinar que todas as instituições do Sistema Financeiro Nacional se abstenham de aumentar a taxa de juros ou intensificar as exigências para a concessão de crédito. Determino, também, que a parte ré adote medidas a fim de condicionar a concessão dos benefícios de liquidez, provenientes da redução do percentual dos recolhimentos compulsórios, à efetiva apresentação de novas linhas e carteiras de créditos a favor do mercado produtivo interno por parte dos bancos a serem beneficiados", diz um trecho do despacho.

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp

Olá, deixe seu comentário para Bancos estão impedidos de aumentar juros

Enviando Comentário Fechar :/