X

Fale Conosco:

Aguarde, enviando contato!
X

Horóscopo Virtual:

X

Resultados das Loterias:

Conteúdo em destaque:

Barbearia Vip Imbituba
Frutos de Goiás Imbituba
Z12 Sushi Imbituba
O Guaraná oficial de Imbituba
Tabacaria Cardoso
Dedetizadora D.D. Sul

Autoridades e servidores acompanham discurso do governador

Sobre as manifestações dos servidores e sindicalistas contra a proposta de reforma da Previdência, durante a sessão especial, o governador as considerou naturais

Por RSC Portal dia em Notícias

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp

FOTO: Rodolfo Espínola/Agência AL

Em entrevista após a sessão especial que abriu os trabalhos legislativos da Assembleia em 2020, na tarde desta terça-feira (4), o governador Carlos Moisés da Silva (PSL) afirmou que confia no arquivamento da representação contra ele, a vice-governadora Daniela Reinehr (PSL) e o secretário Jorge Eduardo Tasca por suposto crime de responsabilidade. O chefe do Executivo também comentou sobre a necessidade da reforma da Previdência dos servidores estaduais.

Moisés conversou com os jornalistas na Sala de Reuniões da Presidência da Alesc. Ele afirmou quer acredita no arquivamento da representação apresentada pelo defensor público Ralf Zimmer Júnior no mês passado. No documento, o autor afirma que Moisés, Daniela e Tasca cometeram crime de responsabilidade ao conceder equiparação salarial aos procuradores do Estado por decisão administrativa, sem autorização legislativa. O acolhimento da representação pela Assembleia poderia implicar num processo de impeachment contra os três.

“Acreditamos no arquivamento [da representação]”, afirmou. “Não houve ato do governador nem da vice. Houve cumprimento de uma decisão judicial.”

Sobre as manifestações dos servidores e sindicalistas contra a proposta de reforma da Previdência, durante a sessão especial, o governador as considerou naturais. “Toda manifestação é legítima, aqui é a Casa do Povo e é natural que as pessoas venham pra cá expressem suas vontades e seus desejos. Os parlamentares têm o papel de receber essas manifestações e filtrar com muita responsabilidade.”

Moisés defendeu a necessidade da reforma para combater o déficit de R$ 4 bilhões anuais da Previdência estadual. Ele ressaltou que o governo está apenas reproduzindo a reforma feita em âmbito federal, já que deputados e senadores não incluíram estados e municípios nas alterações aprovadas pelo Congresso.

“Os outros estados também estão fazendo isso [a reforma]. Nossos vizinhos, Paraná e Rio Grande do Sul, já fizeram”, disse Moisés. “E não queremos acompanhar alguns estados que se inviabilizaram financeiramente por causa dos déficits de suas previdências.”

Marcelo Espinoza
Agência AL

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp

Olá, deixe seu comentário para Autoridades e servidores acompanham discurso do governador

Enviando Comentário Fechar :/